O LaHibrid é o espaço de articulação de pesquisas do Departamento HCV e do processo permanente de reflexão científico-política promovido nesse departamento.

Esse laboratório se propõe a favorecer processos de (re)articulação das naturezas sociais, técnicas e políticas do labor científico na Saúde Pública. Sua dinâmica e sua estrutura física devem ser capazes de acolher tal disposição híbrida, coletiva e aberta de pesquisa.

A noção de hibridação aqui usada é apreendida dos Estudos Sociais da Ciência e da Técnica (STS -particularmente de Bruno Latour) e dos Estudos Feministas da Ciência e da Técnica (por exemplo Donna Haraway e Isabelle Stengers). Esses loci científico-políticos têm favorecido a aproximação simétrica entre os mundos/pontos-de-vista das ciências naturais e das ciências sociais. Hibridação é uma noção que opera em oposição à purificação: a ideia e a prática, fundamentais na ciência moderna (e na Modernidade), de traçar divisões ontológicas entre entidades como a Natureza e a Sociedade, a Ciência e a Política, entre outras (Latour). Nesse processo os híbridos –monstros, saberes não classificados, ‘dimensões’ política da ciência ou científica do social, por exemplo- foram tornados impensáveis, marginais à descrição do Moderno. Os processos de hibridação, portanto, dizem respeito à relocalização do campo de conhecimento/ação nas linhas, fluxos e áreas relacionais entre entidades purificadas (e não puras).

Por outro lado, essa noção tem reverberações fortes nos campos da biologia, da química, das artes (gêneros híbridos, por exemplo) e dos estudos de gênero e sexualidades, e ganha relevância quando pensamos na Saúde Pública/Coletiva como um campo híbrido, ou como um campo capaz de favorecer a hibridação de problemas e conhecimentos em saúde. Antes que inter ou transdisciplinar, a hibridação como marca de um campo de conhecimento implica em um processo que reconhece a arbitrariedade histórica das fronteiras (não apenas disciplinares, mas entre domínios: político e científico, natural e social), e favorece o pensamento a partir de processos, conexões e indeterminações.

Como efeito do planejamento acadêmico, esse departamento vem fazendo uma aposta pela hibridação disciplinar e científico-política. Desse modo, o LaHibrid busca ser o espaço físico de criação, articulação e desenvolvimento de pesquisas e práticas híbridas do nosso departamento. Por tal razão, enquanto laboratório de pesquisa, o LaHibrid propõe uma relação modular e móvel com o espaço, busca favorecer os encontros, a coletivização do trabalho de pesquisa em suas diferentes fases, os processos e tempos da criatividade científica, as práticas de leitura, escrita e comunicação do conhecimento, as alianças com diversas redes, atores, grupos e laboratórios de pesquisa. O LaHibrid tem potencial para se desenvolver como um espaço de inovação e como um dispositivo articulador de redes para a produção de conhecimento a partir da Saúde Pública como ciência híbrida.

Objetivos

O LaHibrid deverá favorecer:

Gestão coletiva de projetos de pesquisa, ensino e extensão, incluindo pelo menos um projeto temático a médio prazo no qual os princípios da hibridação sejam desenvolvidos;

Articulação com grupos sociais a partir destes processos contínuos de criação científico-política;

Melhor compreensão das abordagens e construções teórico-político-metodológicas das pesquisas que compõem o Departamento HCV e suas redes, a partir da elaboração de mapeamento de interesses e trajetórias de pesquisa;

Exercícios colaborativos de pesquisa que atrevessem campos e disciplinas.

Formulação de abordagens teórico-metodológicas inovadoras e de maior integração entre campos do saber e entre domínios;

Dinâmica de Uso

Espaço do HCV disponível para grupos e redes de trabalho, espaços de discussão e estudo, leitura, encontros com sujeitos de pesquisa ou com agentes da sociedade civil, organização de materiais de pesquisa, instalação de equipamentos específicos (scanners, computadores para processos gráficos, projetores, etc). Está desenhado para ser um espaço modular que permita dinâmicas de trabalho e estudo individual, pequenos grupos e encontros maiores.

Os cuidados do acesso e da utilização do LaHibrid (chave e agenda) são responsabilidade do Departamento HCV através da secretaria.

Eventos

O LaHibrid se propõe acolher e promover encontros que favoreçam práticas de criatividade, coletivização e hibridação científico-política de processos de pesquisa.

    • Seminário permanente e grupos de trabalho de pesquisa do HCV (reunião mensal)
    • Reuniões de trabalho e workshops com professores/as ou pesquisadores/as convidados/as e outros encontros de periodicidade variável como oficinas, reuniões ampliadas de pesquisa e seminários.

Responsabilidade

O LaHibrid é um laboratório do Departamento de Saúde, Ciclos de Vida e Sociedade cujo Conselho indicará um/a docente coordenador. A coordenação será renovada a cada dois anos. (Coordenador atual: Professor Dr. José Miguel Nieto Olivar)

Deixe uma resposta